top of page

A jornada de um comissário de voo: evolução das responsabilidades e desafios

Atualizado: 24 de jan. de 2023

Nesse Post, você verá como o perfil de comissário de voo evoluiu nos últimos anos!





Imagine se sentir livre para ser você mesmo, sem se preocupar em se enquadrar em estereótipos rígidos. Pois é isso que a profissão de comissário de voo tem permitido nos últimos anos. Durante muitos anos a profissão de comissário de voo foi marcada por estereótipos rígidos, onde quem desejava entrar na carreira deveria se enquadrar nos padrões exigidos. Com a evolução da profissão, barreiras têm sido quebradas e a profissão tem se tornado mais acessível.



Tatuagens

As tatuagens sempre foram um tabu na área da aviação. Durante muitos anos, os profissionais da área não podiam ter nenhum tipo de marcação em seu corpo. Hoje em dia, com exceção de algumas companhias aéreas como a Emirates, a maioria das empresas aceita tripulantes até mesmo com tatuagens visíveis, desde que o conteúdo não seja ofensivo para outras pessoas.


O mesmo acontece com piercings e penteados diferentes no cabelo, que cada vez mais tem se popularizado, quebrando um padrão antigo na profissão. Essa flexibilização de estereótipos também cria uma identificação entre o passageiro e o tripulante, o que torna o voo um ambiente acolhedor e tranquilo.


Homem e Mulher comissários de voo, o homem com tatuagens nos braços.
Fonte: Passageiro de Primeira / Azul Linhas Aéreas


Idioma

Ter uma segunda língua fluente também passa a não ser obrigatório em todas as companhias aéreas. É comum que seja feito um teste de mapeamento para identificar qual a fluência de um segundo idioma, mas não saber inglês ou espanhol, por exemplo, não é mais um impeditivo para ser contratado por grandes companhias aéreas no Brasil, já que por sua maioria, nos processos seletivos tem sido priorizado as competências comportamentais e outras capacidades técnicas para o exercício da função.




Limite de idade

Outra questão que vem sendo desconstruída no perfil do comissário é o limite de idade para os tripulantes em uma companhia. Durante anos, a profissão de comissário de bordo foi tida como uma área onde apenas jovens poderiam ingressar. Atualmente, vemos adultos de 40 e até mesmo 50 anos sendo contratados por grandes companhias no Brasil. Ou seja, se você imagina que existe um limite de idade para voar atrás do seu sonho, pode ficar tranquilo e se preparar para seguir a tão sonhada carreira de comissário.





No entanto, ainda são necessários alguns requisitos mínimos para ingressar na área, como: ter 18 anos e ensino médio completos, formação no curso de comissário de voo com aprovação da ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil), com CCT (Certificado de Conhecimento Teórico), que é o código ANAC, e CMA (Certificado Médico Aeronáutico).





201 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page